Ano Novo, Novas Misericórdias | Pt. 03

Leitura Bíblica: Lucas 12:13-21

Se a eternidade é o plano, então não faz sentido reduzir a sua vida às necessidades e desejos deste breve momento

Não há dúvida – a Bíblia é um livro que nos chama para uma vida de panorama geral. Ela amplia a elasticidade de sua mente ao lhe convidar a pensar sobre as coisas antes do início do mundo e milhares de anos na eternidade. A Bíblia não permite que você viva apenas para o momento. Ela não lhe dá espaço para limitar seus pensamentos, desejos, palavras e ações a meras emoções, necessidades ou pensamentos que o envolvam momentaneamente. Em um momento, seus pensamentos podem parecer mais importantes do que realmente são. Em outro, suas emoções podem parecer mais confiáveis do que realmente são. Em um momento, suas necessidades podem parecer mais essenciais do que realmente são. Estamos destinados a viver vidas que estão ligadas a começos e finais. E somos destinados a viver desta maneira porque tudo o que fazemos tem a ver com o Deus dos princípios e fins, por quem e para quem fomos criados.

É difícil viver com os olhos na eternidade. A vida nos limita ao momento continuamente. Há momentos em que parece que a coisa mais importante da vida é atravessar aquele tráfego, vencer um argumento ou satisfazer um desejo sexual. Há momentos em que nossa felicidade e contentamento se resumem a conseguir aqueles sapatos novos ou comer logo aquele bife que só ficará pronto daqui dez minutos. Há momentos em que nossa identidade, a identidade de Deus e para onde estamos indo reduz-se ao pano de fundo dos pensamentos, emoções e necessidades do momento. Há momentos em que nos perdemos no meio da história de Deus. Perdemos a cabeça, perdemos nosso senso de direção e perdemos nossa lembrança Dele. 

Deus nos lembra que isso não é tudo o que existe, que fomos criados e recriados em Cristo Jesus para a eternidade. Ele nos lembra de não vivermos para os tesouros do momento: “Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde as traças e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e roubam. Pelo contrário, ajuntem riquezas no céu” (Mateus 6:19-20). 

Pense sobre isso: se Deus já lhe concedeu um lugar na eternidade, então Ele também concedeu a você toda a graça que você precisa ao longo do caminho, ou você nunca chegaria lá. Há graça para nossos corações inconstantes e facilmente distraídos. Há resgate para nosso egocentrismo e falta de foco. O Deus da eternidade concede Sua graça eterna para que você possa viver com os olhos na eternidade. 

Fonte:YouVersion–Plano de Leitura–Novo Ano, Novas Misericórdias – Paul Tripp

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp