Influência ou Contaminação?

Por Luis Cerviño

Poucos dias atrás fui a uma loja de tintas para comprar um galão da mesma cor da amostra que havia levado anteriormente. O balconista pegou um galão de tinta branca e começou a misturar gotas de outras cores para atingir a cor específica que eu havia pedido. Ele seguia as especificações do computador que lhe diziam como misturar as proporções ou quantidades de tintas diferentes necessárias para criar a cor desejada.

Observando esse processo em ação, comecei a pensar em como algo parecido acontece conosco diariamente. Todos nós somos sujeitos à influência ou contaminação do ambiente que nos circunda, para o nosso bem ou para prejuízo nosso. Um pouquinho de influência, como umas poucas gotas de tinta, pode resultar em grandes mudanças em nós. As consequências – positivas ou negativas – podem nos acompanhar para sempre. Como o exemplo da tinta que foi misturada com outras cores e jamais retorna ao seu estado anterior, a influência ou contaminação do que nos cerca pode nos afetar permanentemente.

Tendo isso em mente, podemos ver que é preciso muito pouca influência do ambiente para mudar-nos e isso pode ser bom ou mal.  Como muitos de nós já descobriram, algumas vezes de forma dolorosa, sozinhos não podemos retornar ao nosso estado anterior.

Mas como podemos identificar quais são as influências certas e as erradas? Como discernir quais são as melhores e quais as que devemos evitar? Eu sugiro que dois passos importantes são o poder da oração para discernir entre as boas e as más influências, e o arrependimento, quando nos damos conta de que fomos contaminados pelas influências erradas. Através da oração podemos receber sabedoria e direção de Deus. Também precisamos seguir o que o Senhor nos fala por meio de Sua Palavra, a Bíblia. Quando obedecemos a Ele, descobrimos bênçãos. Aqui estão sugestões extraídas da Bíblia:

Reconheça o perigo da contaminação. Tudo que nos cerca pode afetar-nos, para melhor ou para pior; assim, devemos buscar aquilo que nos beneficia e edifica. “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a Ele.” (Romanos 12:2).  

A oração nos dá certeza. Ao orarmos a Deus somos convencidos de que aquilo que Lhe apresentamos deve estar de acordo com Sua vontade. “Lembre de Deus em tudo o que fizer, e Ele lhe mostrará o caminho certo. Não fique pensando que você é sábio; tema o Senhor e não faça nada que seja errado.”  (Provérbios 3:6-7). 

Pela oração, Deus nos chama à obediência. Obedecendo a Deus e perseverando em servir a Ele, somos bem-sucedidos. “Seja forte e muito corajoso. Tome cuidado e viva de acordo com toda a Lei que o Meu servo Moisés lhe deu. Não se desvie dela em nada e você terá sucesso em qualquer lugar para onde for.” (Josué 1:7). 

Oração e arrependimento trazem restauração. Voltando-nos para Deus e reconhecendo que caímos sob influência negativa, podemos experimentar Sua restauração e cura. “Se o Meu povo, que se chama pelo Meu nome,  se humilhar e orar, buscar a Minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.” (II Crônicas 7:14). 

compartilhar

Posts Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest