Pastoral Março 2020

 

“Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.”

(1 Cor 6.19-20)

Somos cristãos e nosso corpo é morada pessoal do Espírito Santo, como está escrito em Romanos 8.9-11.

O Espírito Santo é o selo de Deus em nós, mostrando que lhe pertencemos, por isso, o nosso corpo nunca deve ser profanado por qualquer pecado, impureza ou mal.

O corpo não pode ser instrumento de cobiça, mas deve revelar Deus para outras pessoas. Vestir-se de modo imodesto para despertar desejos impuros nos outros, é tão errado quanto o desejo imoral que isso provoca.

É vergonhoso a situação de qualquer igreja que desconsidere o padrão bíblico para o modo modesto do vestir-se e que adota passivamente os costumes do mundo. Nestes dias de liberação sexual, o cristão deve comportar-se e vestir-se de modo diferente da sociedade corrupta que repudia e ridiculariza a vontade do Espírito Santo, que é a santificação. Em todos os ambientes da sociedade há uma forma específica de se comportar e vestir, por exemplo: em um tribunal, um hospital ou em uma empresa há uma forma de vestir que revela o valor do lugar e a importância do que ali se faz. Na igreja não pode se diferente. Infelizmente o bom comportamento dentro das igrejas, muitas vezes tem sido desconsiderado, muitos estão se comportando como estivessem em uma praia, lanchonete, campo de futebol, clube, etc. Ir para igreja de qualquer maneira pode significar descaso. A beleza da roupa na igreja não está no luxo, mas sim na dignidade que ela revela, pois, o corpo do cristão é templo do Espírito Santo.

A Igreja é um lugar sagrado onde os santos, que prestam culto à Deus

em Espírito em verdade, se reúnem em submissão à sua Palavra. Assim, o local do culto deve ser respeitado com toda reverência e temor ao Senhor. Em especial, os pastores e oficiais que estão no serviço sagrado devem trajar-se de forma digna e que não descaracterize seu ministério, sendo exemplo dos fiéis.

“Não dando nós, escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado.” (II Cor.6.3)

Deus abençoe,
Pr. Daniel

Pin It on Pinterest