Atos de gratidão

“…o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.” (Miquéias 6:8)

Poucas pessoas me conheciam tão bem quando menino quanto Francis Allen, o pastor que me levou a Jesus Cristo. Um pregador de fogo no púlpito e, longe dele, um exemplo quase perfeito da bondade e do amor de Deus. Muito cedo, Francis percebeu em mim uma tendência para tentar “comprar” a aprovação, trabalhando mais do que o esperado e fazendo mais do que as pessoas pediam. “São bons presentes para dar aos outros,” ele dizia, “mas você nunca deveria usá-los para comprar a aceitação e o amor das pessoas— ou de Deus.” Para me ajudar a compreender isto, ele me disse para ler a promessa de Jesus em Mateus 11:30 de que seu “…jugo é suave…” — uma afirmação que algumas vezes parece simples demais para ser verdade. Depois, indicando Miqueias 6:6-8, falou: “Agora leia isto e se pergunte se há algo que você possa dar a Deus que Ele já não possua.” A resposta, claro, é não. E prosseguiu em sua explicação de que Deus não pode ser comprado — o dom da graça não tem preço. Sendo isto verdade, qual deveria ser nossa reação? “…pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus” (v.8). Aprendi que estas são atitudes de gratidão — não de compra. Permita que Miqueias 6 seja um lembrete de que a graça não tem preço e que o viver pela fé é a nossa gratidão.

As boas obras não são o meio para se obter a salvação, mas o seu resultado.

Randy K. Kilgore

Leitura bíblica:
Miqueias 6:1-8
Mateus 11:30

compartilhar

Posts Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest