Mãe, você é muito importante.

Portal IECP 2

Feliz dia das mães!

Um missionário, amigo nosso, voltou bastante entusiasmado de um trabalho no interior. Ele estava contando as experiências e bênçãos recebidas naqueles dias treinando discípulos, quando sua esposa o interrompeu, perguntando: “Você já pensou em fazer de seu próprio filho um discípulo?”

A pergunta o deixou sem palavras e quando eu soube disso, tive a mesma reação.

Como é fácil substituir o dever pelo importante! Tantas vezes eu já tinha ouvido a palavra discipulado e nunca pensara em aplicá-la às minhas filhas.

A idéia, na verdade, não é nova. Veja Deuteronômio 6.6-7 e você encontrará o plano-mestre do discipulado: Estas palavras que hoje te ordeno, estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te.”  O exemplo do ministério de Paulo na vida de Timóteo sempre serviu de modelo do que significa discipular. Mas, antes mesmo de Paulo conhecer Timóteo, sua mãe Eunice e sua avó Loide já lhe deram a base dos princípios da fé cristã. Paulo escreveu para seu filho na fé:

… estou ansioso por ver-te, para que eu transborde de alegria pela recordação que guardo de tua fé sem fingimento, a mesma que, primeiramente, habitou em tua avó Lóide e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também, em ti.” (2 Timóteo 1.5).

Tu, porém, permanence naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste. E que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus (2 Timóteo 3.14-15).

Percebi como me era possível desempenhar o papel de esposa e mãe idealizado por Deus e, ao mesmo tempo, obedecer ao mandato de Jesus. Em vez de “Ide por todo mundo e fazei discípulos de todas as nações”, Deus simplesmente estava me dizendo: “Fique em casa e faça o ministério de discipulado na vida de suas filhas”.

Pouco tempo depois, eu estava estudando João 17, uma passagem bem conhecida e muito bonita. O capítulo todo é uma oração de Jesus em favor de seus discípulos, de certo modo prestando relatório a seu Pai sobre seus três anos de ministério com aqueles 12 homens. A revista que utilizo como orientação em minha hora devocional começava naquele dia com esta instrução: “Faça uma lista das coisas que Jesus fez por seus discípulos”. Quando terminei de fazer minha lista, senti que o Discipulador-Mestre tinha me dado um manual de trabalho – livro: Meu Filho Meu Discípulo – e fiquei tão entusiasmada com o fato de ser mãe quanto nunca estivera antes!

Diante desses fatos, quero aproveitar para desejar-lhes um FELIZ DIA DAS MÃES, salientando o grande valor de seu papel dentro do lar.

Lembre-se: MÃE, VOCÊ É SUPER IMPORTANTE!

Por Judtih Kemp

 

compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest